segunda-feira, 9 de julho de 2007

Palavras

Tolo fui quando a tive
Me olhava no espelho e via suas marcas
Marcas essas que me orgulhava
Que não tinha vergonha que todos vissem
Que todos soubessem que eu era feliz
Poderia lhe desejar um bom dia todo dia
Não o fiz, mas quando recebia seu bom dia
Uma exaltação explodia em meu interior
Sempre me calei
Tolo mais uma vez
Por achar que estando eu feliz, você também estaria
Passeios simples me completavam aos finais de semana
Sempre com você ao meu lado
Perdi tempo com birras
Com palavras e sentimentos superficiais desnecessários
Porque fui assim?
Tolo!
Pedidos simples não pude atender
O orgulho ficou à mostra
Nem mesmo eu me enxergava através
Sorrisos e gestos me faziam enxergar
Os seus, só seus e de mais ninguém
E agora que faço?
Se dormindo você invade meus sonhos
Não irei mais dormir
O corpo pede
A mente impede
Que os mais belos sonhos sejam destruídos
Pela sua ausência ao despertar
Objetos me perguntam
"E agora pequeno tolo o que fará?
Sua amada partiu e seus sonhos precisam mudar"
Objetos?
Mas eles são inanimados
Acho que estou enlouquecendo
Mas não é o fim do mundo
Não tenho quem amo mas ainda me contento em chorar
E me orgulho em saber
Que ao menos pude amar

3 comentários:

Pildz!! disse...

Agora sim!!! eheheh

Baby disse...

Ai ai se a mania pega hein! rsrs
Todo mundo virando skritor e eu so sei o versinho do cinema hahauha

Feriado show
kero + uahhuahua
bjz

Camila F disse...

Só pra elogiar cara... esse ficou bom!!! De verdade!!!rs Bjs