quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Somem as palavras,
Necessito me expressar,
Chega de transtornos,
Quem pode me ajudar?
Exausto!
Chega de me seguir,
Deixa-me dormir,
Entretenha-se sem mim,
Desapareça da minha mente.

Falando sozinho outra vez,
Vigiado por mim mesmo,
Evito os pensamentos,
Naquela que me faz delirar
Naquela que não posso ver.

Não sei quem és,
Só sei que aí está,
E penetra em meu peito
Fazendo-o vibrar.

Colore os meus sonhos,
Pinta meus pensamentos,
Mas então não fuja mais uma vez,
Encara-me logo,
Assuma seu ser,
Ou deixa-me viver!

Um comentário:

Pildz!! disse...

O eco de nós mesmos é o que nos machuca.
Procure ouvir as outras vozes.