quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Queria eu,
Chegar agora em casa,
Irritado com os problemas,
Só para você olhar dentro dos meus olhos,
Enxergar minha alma,
Abrir um sorriso
E proporcionar-me,
A felicidade que só você consegue.

Queria eu,
Ser encontrado por você,
De cabeça baixa,
No meu canto,
A derramar lágrimas,
Desolado por um motivo qualquer,
E transformar minhas lágrimas de tristeza,
Em lágrimas de alegria.

Queria eu,
Explodir de raiva,
Para você poder me encontrar,
Sabendo que é de você que preciso,
E só de ouvir seu caminhar,
A euforia tomar conta de mim,
Poder sentir aquela paz interior,
Abaixar a guarda,
Abraçar-lhe por alguns instantes.
Instantes esses que valem pela eternidade,
E sorrindo como uma criança,
Pedir aos céus que esse momento seja realmente eterno.

Queria eu,
Ver que nossos destinos se cruzaram,
Planejar nosso futuro,
Deitar todo dia com você,
Sabendo que posso acordar na manhã seguinte,
E que isso se repetirá para sempre.
A cada manhã,
Acordar antes de você,
Ficando a lhe observar
E quando despertar de seu sono,
Dizer que lhe amo!

2 comentários:

Yara disse...

sem palavras para o que escreveu hoje.
mas relaxa, não precisa dos momentos tristes para tudo isso acontecer. ;)
esse sim parece o hélinho... o anjo... o zé rs
smackssss

Pildz!! disse...

Minha resposta pra vc é meu blog! =P