terça-feira, 11 de setembro de 2007

Na noite passada tive um sonho,
O qual conheci uma sereia,
Encantado pelo seu canto,
Sua voz ainda ecoa em minha memória.

Já estou acordado,
Mas ela ainda nada em meus pensamentos,
Lembro-me de estarmos sobre as águas,
Em uma clara noite,
A qual o brilho dos seus olhos,
Confundiam-se com o das estrelas.
Um sonho muito real,
Mas não consegui aproveitá-lo o suficiente,
Já sabia que era um sonho,
Porque era você a bela sereia.

Tão real que pude sentir o frio dessa noite,
Depois o seu calor,
Através do toque de suas mãos,
Aqueci e estremeci,
Incontrolavelmente estremeci...

E quando estava próximo de despertar,
Você tentou me consolar,
Diminuindo o brilho dos seus olhos,
Sob uma melodia desconhecida por mim,
Fui pegando no sono.
Mas ainda tive tempo,
De lhe observar seguindo seu caminho,
Tentei me aproximar,
Mas já era tarde,
Hora de voltar à vida.

3 comentários:

Pildz!! disse...

Aqui no marrrrr, onde eu nasciiii...
uhauhahuahua

Tata disse...

Tenho aqui, uma porção,
De coisas lindas nesta coleção
Posso dizer que eu sou
Alguém que tem, quase tudo
hauhauhauhauahua

Vai ver nao era sonho heim rsrs.....vai ver era seu inconsciente te mandando uma menssagem hahaha.....falando serio agora....adorei conhecer esse seu lado, tanto tempo q te "conheco" e nunca tinhamos parado pra bater um papo daqueles....foi mto legal.

Beijaooo e fica com Deus

Baby Rainho disse...

hummmmmmmmmmmmmmm... ja ouvi uma historia parecida com essa em algum lugar... mas era em prosa, nao em verso rs

beijos