quarta-feira, 15 de julho de 2009

Não quero lembrar,
Dos nossos momentos,
De quando você surgiu,
Como um tornado,
Levando a solidão,
Meu vazio interno.
Você não tinha direito,
De levar meus problemas,
Carregando-me,
Para onde jamais estive,
Jamais imaginei chegar.
Encantador jardim,
Onde vivemos juntos,
Nos conhecemos,
Unimos nossas forças
E você jogou fora
O meu vazio.
É...amei!
Ainda amo,
Mas queria não mais amar,
Quero meu vazio de volta,
Devolva!
Fiquei sozinho no jardim...
Que não é mais nosso,
Agora é só meu,
Mas não quero mais,
Como saio daqui?
Quero voltar pra casa,
Por agora,
Não quero mais
As lembranças,
Nem pensar em você,
Expulso essa saudade,
Que insiste em voltar.
Deixe-me ir,
Quando estiver preparado
E não mais sentir essa dor,
Não mais marejar os olhos,
Poderei reviver nossos momentos,
Apenas em pensamentos...

Um comentário:

Kpitu disse...

É rapaz!
Acho que vc devia escrever sempre, ficou muito tempo sem atualização isso aqui... entrei outro dia e vi que tem atividade recente...
Quanto ao tema dos textos, eu lamento... Mas parabéns por toda a sinceridade, beleza e sentimentos expostos.. São realmente incríveis...
Um abraço!